climb, trek, and explore, until your dreams come true...

De volta a Tresminas















Tresminas, Complexo Mineiro Romano

Coordenadas:
41º29'39.09"N 7º31'25.56"W

O conjunto mineiro romano da Freguesia de Três Minas é talvez caso único na Europa.

Trata-se de galerias de grandes dimensões em forma de túneis, que avançam a partir da encosta do monte possibilitando assim um acesso horizontal às jazidas.

Os trabalhos mineiros terão sido iniciados no séc. I d.C. na época de Augusto/Tibério, prolongando-se pelo menos até ao séc. III d.C., testemunhada pelo variado espólio exumado do local e envolvente.
De épocas posteriores existem provas documentais e trabalhos esporádicos, in loco, e desenvolvidos na década de 30 a 40 do séc. XX.

Painel informativo junto á entrada do complexo

Com o intuito da preservação do local surgiu a sua classificação em 1997, como Imóvel de Interesse Público.

Hoje em dia transformado no segundo parque arqueológico do país, depois de Foz Côa, e cujo equipamento inclui miradouros sobre as cortas, centro interpretativo, parque de lazer e palco para espectáculos.

Acredita-se que no futuro talvez não muito longínquo quiçá Património Mundial da Humanidade.

O conjunto mineiro abrange três locais de extracção, denominados de Lagos ou Cortas de Covas, Ribeirinha e Lagoinhos, com dimensões consideráveis e profundidade que ultrapassa 100 metros. Para o escoamento das águas e transporte foram abertas, transversalmente à orientação do filão, várias galerias.



Escavações recentes revelaram entretanto novas descobertas!
Em 2008, a mais importante foi a necrópole romana e com várias ossadas daquele período histórico. O achado constitui uma das maiores descobertas feitas em Trêsminas. Aqui foi encontrada uma moeda de prata que ajuda a situar o início da exploração romana, entre os achados.


Em 2007, foram descobertas moedas de cobre, mós, pilões, cerâmica fina, pesos de tear, candeias, inscrições romanas, peças de jogo ou cálculo, tégulas e muita cerâmica indígena. Foi ainda descoberta uma vala de transporte de água para as lavarias das minas. Pela vala era transportada água a partir de duas barragens localizadas em Tinhela de Baixo para uma cisterna que abastecia o povoado, e as lavarias onde se procedia ao esmagamento das pedras e posterior decantação ou separação dos detritos do ouro









A zona de exploração de Três Minas tem uma extensão de cerca de 2km.

A Corta de Covas e a Corta da Ribeirinha são as principais áreas de desmonte, cuja exploração se realizava a ceu aberto.

O ouro extraido destinava-se exclusivamente ao fisco romano.

Piodão


Museu de Piodão

casas e ruas típicas da aldeia


Eira comunitária
Pousada inatel Piodão

Telhados de Piodão


Levadas de agua


Igreja Matriz





Moínhos

Socalcos

Pontes Romanas da Foz da Egua




Vista para a Serra da Estrela